Bandeira Negra – Bandeira Anarquista

Bandeira Negra

Enquanto muitos anarquistas historicamente tem se recusado a assumir a importância dos símbolos na esfera da política uma parte deles assumiram certos símbolos para sua causa, incluindo o popular A no círculo e a bandeira negra. Desde o ressurgir do anarquismo em fins do século XX, início do XXI, coincidindo com o levante do movimento anti-globalização, símbolos anarquistas têm se mostrado cada vez mais presentes.

A Bandeira negra, e a cor negra em geral, tem sido associada a anarquia desde a década de 1880 quando Louise Michel propôs sua utilização como símbolo da luta anarquista. Muitos grupos anarquistas possuem nomes que levam a palavra “negra” graças a bandeira. Existiu também um número considerável de periódicos anarquistas intitulados Bandeira Negra na história do anarquismo.

A negritude uniforme desta bandeira representa a negação a todas as formas e estruturas opressivas. Uma bandeira negra plana é quase uma “anti-bandeira”, no sentido de negar todas as outras, a negação do estado, de uma nação e de uma pátria, afinal as bandeiras coloridas tem sido geralmente adotadas como símbolos de estados nacionais. Soma-se a isso o fato da bandeira branca ter sido adotada no ocidente como símbolo de rendição a forças superiores, logo a bandeira negra pode ser entendida como uma oposição simétrica a rendição.

Bandeira Negra - Bandeira Anarquista

Bandeira Negra,
sua maior beleza
é ser uma anti-bandeira
no sentido nacional

Representa nenhuma nação
Pois é símbolo de união
Com objetivo de luta
Com objetivo de ação

Nacionalismo é um mal
Poderosos o colocaram
As fronteiras não nos separam
Nos separa a classe social

De união repercuta uma voz
Entre todos os produtores
Gritando paz entre nós
Gritando guerra aos senhores!

Trabalhadora e Trabalhador
Seja lá de onde for
Também é um dos nossos
Não travemos fratricidas combates
Que não haja guerra entre os povos
Que não haja paz entre as classes!

Sob as coloridas bandeiras nacionais
a humanidade agoniza
Entre multidão de divisas,
sofrimentos tão iguais!

Nos dividindo é a maneira
Que o inimigo se fortalece
Contra isso é preciso lutar

Levantemos bandeira negra
bandeira que se escurece
para que o ser humano possa brilhar

Chega de tiranias!
Escancaradas
ou travestidas de democracia

Governo é só sofrimento e opressão
Para cima da população
Nesse mundo degradativo
Só os trabalhadores podem dar solução
Botando fora o político
Botando fora o patrão

Se lançando ao combate
Abolindo a propriedade
dos meios de produção

Começar a organização da sociedade
Através do povo em união
Derrotar a ilusão de incapacidade
Sua infinita capacidade mostrarão

Para uma verdadeira revolução
Que leve para a libertação
Não há outra maneira

Que o nosso ser seja fogueira
A queimar toda opressão
Levantemos bandeira negra
e gritemos autogestão

Luiz Aurélio

Conheça outras bandeiras anarquistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>