Cultura de Segurança: Um manual para ativistas – Livro

cultura-de-seguranca-Um-manual-para-ativistas

Então, o que é cultura de segurança?

É uma cultura onde as pessoas sabem seus direitos e, o mais importante, garantem esses direitos. Aqueles que pertencem a uma cultura de segurança também sabem qual comportamento compromete a segurança e são rápidos para educar as pessoas que por ignorância, esquecimento, ou fraqueza pessoal, participam de um comportamento inseguro. Essa consciência de segurança se torna uma cultura quando o grupo como um todo faz com que violações de segurança se tornem socialmente inaceitáveis no grupo.

A cultura de segurança é mais do que somente apontar comportamentos específicos em indivíduos tais como ostentação, fofoca ou mentiras. É também sobre checar os comportamentos e práticas dos movimentos como um todo para assegurar que nossas práticas opressivas não contribuam com as operações de inteligência realizadas contra nossa comunidade. Por exemplo, racismo ou sexismo no movimento podem ajudar a espalhar a divergência, expor algumas pessoas à agentes infiltrados e cria aberturas que podem ser utilizadas por operações do estado. Obviamente, nossos movimentos tem muito a fazer antes de tratarmos de questões maiores. O que é importante aqui é reconhecer o quanto que comportamentos opressivos representam uma má cultura de segurança em geral.

Baixe o livro: Cultura de Segurança: Um manual para ativistas – Livro

,
One comment on “Cultura de Segurança: Um manual para ativistas – Livro
  1. Pingback: Formas de Governo - Formas de Estado - Sistemas de Governo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *