O Cavador

Cavador-Van-Gogh

Cava, cava, ó cavador
a terra que não é tua!
Enriquece o teu senhor,
revestindo a terra nua
de sementeira sem flor.

Todo o sangue que hás perdido,
Sangue rubro como a aurora,
Vira nelas resurjido…

Quem sabe se, a esta hora,
havera na tua casa
um pão na arca e a uma brasa
na lareira triste e fria?

Mas que importa uma agonia,
uma lágrima, uma dor,
de gente faminta e nua?

Cava, cava, cavador,
a terra que não é tua!

Luiz Cebola

, , ,

Deixe uma resposta