[Deep Green Resistance] Carta de Princípios

Deep-Green-Resistance

Deep Green Resistance (que inglês significa Resistência Verde Profundo) é uma análise, uma estratégia e a única organização do seu tipo. Enquanto análise, revela que a civilização enquanto conjunto de instituições que estão destruindo a vida na Terra. Enquanto estratégia, oferece um plano concreto com o objetivo de trazer um fim para esta destruição. Como organização, Deep Green Resistence é um meio de implementar esta estratégia. Para maiores informações veja Sobre a Deep Green Resistence.

1 – O solo, o ar, a água, o clima, e os alimentos são criados por complexas comunidades de seres vivos. As necessidades destas comunidades vivas são prioritárias; formas de moralidade individual e social precisam emergir de uma relação de modéstia com a teia da vida.
2 – A civilização, especialmente a civilização industrial, é fundamentalmente destrutiva para a vida na terra. Nossa tarefa é criar um movimento de resistência centrado na vida que possa desmantelar a civilização industrial por todos os meios necessários. A resistência política organizada é a única esperança para nosso planeta.
3 – Deep Green Resistance atua para terminar o abuso em níveis pessoais, organizacionais e culturais. Nós também agimos para erradicar a dominação e subordinação de nossas vidas privadas e práticas sexuais. A DGR está alinhada com as feministas e quaisquer grupos e indivíduos que busquem erradicar todas as formas de dominação social e promover solidariedade entre oprimidxs.
4 – Quando a civilização acabar, o mundo vivo irá se revigorar. Temos que ser pessoas biofílicas para sobreviver. Aqueles de nós que esqueceram como, precisam aprender de novo a conviver com os seres da terra, do ar e da água que nos cercam em comunidades construídas no respeito e na gratitude. Damos boas vindas a este futuro.
5 – Deep Green Resistance é uma organização feminista radical. Homens enquanto uma classe estão promovendo uma guerra contra as mulheres. Estupro, espancamento, incesto, prostituição, pornografia, pobreza, e ginocídio são as principais armas nessa guerra e as condições que criaram a classe sexual das mulheres. Genero não é algo natural, não é uma escolha, e não é um sentimento: é a estrutura da opressão das mulheres. Tentativas de criar mais “chances” dentro do sistema de castas sexual servem apenas para reforçar as realidades brutais do poder masculino. Como radicais, temos a intenção de desmantelar o gênero e todo o sistema do patriarcado que lhe dá corpo. A liberdade das mulheres enquanto classe não pode ser separada da resistência a cultura dominante como um todo.

Traduzido por AltDelCtrl.
Originalmente publicado em http://www.deepgreenresistance.org/who-we-are/statement-of-principles

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *