Como piratear um disco de vinil

Como-piratear-um-disco-de-vinil

A época de ouro do vinil durou até o início da década de 1990 do século passado. Até aquele momento, quem queria ter a chance de ouvir um som em casa a qualquer momento que lhe desse na telha tinha duas possibilidades: comprar o próprio bolachão, ou conectar um gravador na vitrola e “baixar” o disco para uma fita-cassete.
Depois do advento do CD e, principalmente, do computador pessoal, as possibilidades para quem quer ter o conteúdo do disco em casa ficaram absurdamente mais simples. Hoje nem é necessário mais o CD em si. Basta você baixar os arquivos para o seu disco ou para um MP3 player da vida e acabou.

Contudo, felizmente a experiência de se ouvir música direto do vinil nunca morreu. Ainda existem milhões de pessoas que amam a sensação de colocar o disco na vitrola, ouvir os pequenos chiados das ranhuras, ter de trocar o disco de lado etc. Para esses amantes do prazer de lidar com o vinil, o site Supergroove está dando uma dica fantástica: como copiar o próprio bolachão em casa!

Quem nunca pensou em piratear um disco de vinil? Principalmente aquele mais raro que sabemos que vai ser difícil de encontrar nessa existência?

Pois se você tem mais de trinta anos, sabe que no século passado quando só existia vinil e fita K7 até que era possível adquirir os “piratinhas” nas próprias lojas de disco, claro que não era só chegar e pedir, era necessário ter uma certa amizade e coletividade com os vendedores e donos dos estabelecimentos, ter paciência, fazer a encomenda e esperar alguns dias.

No final dos anos 90 e começo dos anos 2000 com o vinil “já em queda”, malandro era quem tinha um gravador de CD instalado no PC e saia duplicando tudo que via pela frente, mas nada como os dias atuais em que piratear música basta dar  Control+C e Control+V no mp3. Ta fácil né?!

Mas voltemos ao vinil pirata do século passado…

Sim é possível duplicar um disco de vinil em casa, só é preciso disposição, tempo, coragem e o material necessário (cola, papel e tesoura sem ponta…).. Acompanhe.

Passo a passo do vinil pirata:

Pirate-Vinyl-01 (1)

Passo 1

Criando o berço:
Construa uma caixa de madeira um pouco maior que o disco de vinil, de aproximadamente 40 cm quadrados.
Vede os cantos com durepox ou aquela massinha usada para instalar vidros em janelas, ou qualquer outro produto vedante.


Pirate-Vinyl-02

Passo 2

Posicione ao centro o disco a ser pirateado,
tranque a porta e feche as janelas para não correr o risco de ser surpreendido por agentes da Polícia Federal.


Pirate-Vinyl-03

Passo 3

Criando o Molde:
Para criar o molde  do vinil, você precisará de um silicone especial chamado OOMOO 30 que você pode adquirir neste site em doses homeopáticas ou em baldes.
Eu recomendo comprar logo o balde, pois dá para fazer coisas incríveis com este silicone, sabe as máscaras do clipe Thriller do Michael Jackson? Foram feitas com este produto.
Ps: Antes de derramar o produto em cima do disco, coloque algo no furico do vinil para demarcar o centro.


Pirate-Vinyl-04

Passo 4

Despeje o produto começando pelos cantos do berço e deixe ele se espalhar naturalmente.
Certifique-se que foi criada uma camada de pelo menos meio centímetro de cilicone.
Agora é só deixar o grude secar por 6 horas.


Pirate-Vinyl-05

Passo 5

Retire o silicone com cuidado e corte os excessos com uma tesoura sem ponta.


Pirate-Vinyl-06

Passo 6

Criando o disco de vinil:
O molde já foi criado, e você pode utilizá-lo para duplicar quando discos quiser.
Agora despeje  o plástico líquido que você adquire aqui .


Pirate-Vinyl-07

Passo 7

Certifique-se que não caiu nenhuma sujeirinha no plástico líquido.
Espalhe o líquido suavemente e elimine as bolhas de ar que surgirem com uma espátula.


Pirate-Vinyl-08

Passo 8

Você saberá quando  o produto tiver seco.
Retire-o do molde com cuidado.
E faça um furico no meio, usando uma furadeira com broca de 6mm. (eu acho).


Pirate-Vinyl-09

Passo 9

\o/ Ta prontooo!!!!
Agora é só botar pra rodar na vitrola.

Fonte

,
2 comments on “Como piratear um disco de vinil
  1. possivelmente, a construção de musicas em um vinis são formadas por micro irregularidades na superfície de um vinil, essas irregularidades fazem a agulha vibrar, essas vibrações são captadas e amplificadas… basicamente é isso, desse jeito que está sendo feito nesse tutorial não é garantido mais é mais ou menos a ideia. acho que deve funcionar ^^

Deixe uma resposta