104 Anos do Fuzilamento de Francisco Ferrer Guardia – Homenagem

104-Anos-do-Fuzilamento-de-Francisco-Ferrer-Guardia-Homenagem

“Inimigo da desigualdade social, não me limitei a lamentar semas quis combatê-la em suas causas, certo de que deste modo se chega positivamente à justiça, ou seja, à tão aguardada igualdade que inspira todo afã revolucionário.”

(Francisco Ferrer i Guardia, 1912)

Há 104 anos, em 13 de outubro de 1909, morria fuzilado pelo governo espanhol, o educador e militante anarquista Francisco Ferrer y Guardia. Considerado como o pai da Escola Moderna, influenciou a educação das crianças com suas práticas racionalistas e de educação integral na conformação dos sexos, fomentando a criação de diversas experiências educacionais na Espanha e no mundo, inclusive no Brasil. A luta por uma educação de igualdade e solidariedade percorre os séculos, semelhante perseguição à Pedagogia libertária de Ferrer sofreu no início do século passado por parte do Estado espanhol, se compara a repressão que os governos Cabral/Dilma/Paes tem realizado sobre os educadores e movimentos populares no Rio de Janeiro. Como na persistência histórica de Ferrer, em seus 5 anos de Escola Moderna em Barcelona, seguiremos firmes na luta por uma Educação Popular e emancipadora para alcançarmos juntos uma sociedade justa, livre e igualitária!

Por uma educação antiautoritária!

Lutar não é crime!

Deixe uma resposta